SITE INTERNACIONAL DE NOTÍCIAS, INFORMAÇÕES, OPINIÃO SOBRE ECOLOGIA, MEIO AMBIENTE E CULTURA

Arquivo para dezembro, 2009

COLUNA DO SARDINHA

CRONOLOGIA DE UM FRACASSO ANUNCIADO

 

Os menos de quinze dias da Conferência do Clima de Copenhagen, deram bem o tom do que será o século XXI, que prenuncia-se como sendo o reinado da manipulação da informação, com a mentira e as meia-verdades campeando soltas e o homem caminhando para um futuro que é uma incógnita.

O que podemos esperar do que vem lá? Sabe-se lá! (mais…)

SEGÚN GREENPEACE- NINTENDO ES LA MAS CONTAMINENTE DEL MUNDO

(mais…)

EXXON LA EMPRESA MAS CONTAMINANTE DEL MUNDO y Los diez lugares más contaminados del mundo

(mais…)

DESIGUALDADES FATAIS NO IMPÉRIO DA CIÊNCIA – MARIO OSAVA

(mais…)

COP15 E O DIA QUE NÃO ACABOU

(mais…)

VIDEO

VEJA O VÍDEO DAS MANIFESTAÇÕES DO DIA 16/12 EM COPENHAGEN EM:

www.colunadosardinhaecologia.blogspot.com

COP15 chega ao fim com jogada dos EUA

(mais…)

EMISSÕES DE CO2 EM COPENHAGEN PREOCUPAM

(mais…)

NOSSA OPINIÃO

 

À medida que a Conferência do Clima, patrocinada pelas Nações Unidas, que na sua 15ª versão teve por sede a cidade de Copenhagen, capital da Dinamarca, chega ao fim, um sentimento vai tomando conta da imprensa especializada e dos meios acadêmicos e científicos mundial: frustração. (mais…)

MERKEL E BAN KI MOON TEMEM PELO FRACASSO EM COPENHAGEN

(mais…)

AFRICANOS RETOMAM NEGOCIAÇÕES

(mais…)

COPENHAGEN – CENTENAS DE ATIVISTAS PRESOS EM MANIFESTAÇÃO

Veja o vídeo das manifestações de ontem em

www.colunadosardinhaecologia.blogspot.com

Neste domingo (13), 260 ativistas foram detidos quando se dirigiam ao porto da cidade em uma ação anticapitalista cujo objetivo era interromper a atividade comercial de grandes corporações poluentes. A mobilização foi convocada sob o lema “Hit the Production” (Ataquem a Produção).

Um grupo de aproximadamente 500 pessoas se reuniu no centro da cidade para depois se encaminharem para a área portuária. No entanto, um grande número de policiais interrompeu a marcha pouco depois e prendeu vários participantes da manifestação.

Além de prender várias pessoas, inclusive jornalistas dos meios corporativos credenciados, a polícia esvaziou a caminhonete de som que animava a mobilização e a levou embora. As autoridades também confiscaram a faixa principal do protesto com a inscrição “Ataquem a Produção”.

Os manifestantes foram forçados a sentar-se no chão e algemados, permanecendo ali durante duas horas. A polícia pisoteou alguns ativistas e usou cães para amedrontar as pessoas.

Os detidos foram para um “Guantánamo Climático” criado especialmente para os manifestantes da cúpula climática, em Retortvej, organizado em Valby, nas imediações de Copenhague.

A polícia e a grande imprensa continuam, como de praxe, acusando grupos anarquistas de estarem na cidade para promover atos de violência durante a Conferência do Clima.

A maioria dos detidos ontem (12) já foram soltos.

agências de notícias anarquistas-ana

Vídeo de abertura da COP-15 lembra que “nós temos o poder de mudar o mundo” — EcoDesenvolvimento

MANIFESTAÇÕES PELO MUNDO

AUSTRALIA FAZ CAMINHADA PELO CLIMA

A ERA DO BLEFE

 

 

Blefe é o aportuguesamento de uma palavra – bluff – largamente utilizada nas mesas de poker dos Estados Unidos e significa dissimulação, logro, engodo, etc. Note que bluff não significa obrigatoriamente trapaça, mas uma forma de levar o adversário a acreditar naquilo que você o induz a fazê-lo. (mais…)

CONFERÊNCIA DE COPENHAGEN COMEÇA EM CLIMA DE ESPERANÇA POR ACORDO GLOBAL

 

 Dennis Barbosa Do G1, em Copenhague

 Delegações dos 193 países terão apenas 6 dias de reuniões técnicas. Ministros terão 2 dias para negociar até a chegada dos líderes nacionais. ” O tempo de declarações formais acabou” A Conferência sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas (COP 15) começou na manhã desta segunda-feira (7) em clima de esperança – pelo menos da parte dos organizadores – em relação a um acordo global de redução das emissões de gases causadores (mais…)

What is The Story of Cap & Trade?

 

 

Agora isso é uma discussão!”

Em blogs e grupos de discussão, nas salas de estar e salas de aula em todo o país, hoje, as pessoas estão falando, debatendo, e sim, criticar o nosso novo curta. “

Este vídeo e o artigo de Annie Leonard são inéditos e o blog tem a primazia de divulgá-los. Veja a tradução para o português em www.colunadosardinhaecologia.blogspot.com

INTRODUCING

The Story of Cap & Trade is a fast-paced, fact-filled look at the leading climate solution being discussed at Copenhagen and on Capitol Hill. Host Annie Leonard introduces the energy traders and Wall Street financiers at the heart of this scheme and reveals the “devils in the details” in current cap and trade proposals: free permits to big polluters, fake offsets and distraction from what’s really required to tackle the climate crisis. If you’ve heard about cap and trade, but aren’t sure how it works (or who benefits), this is the film is for you.

A  Definting Moment

Annie Leonard

Now that’s a discussion!
On blogs and listserves, in living rooms and classrooms around the country today, people are talking about, debating, and yes, critiquing our new short film.
We made The Story of Cap & Trade to encourage a real discussion about how to solve the enormous climate challenges we face. If there was ever an issue that merited broad, even heated public debate, this is it. I’d far rather people argue about cap and trade and other policy options than ignore them or silently go along with the crowd, even when our guts tell us the solution on the table is inadequate.
We’re at a defining moment here. Defining in terms of planetary survival. Defining in terms of the kind of democratic governance we have in this country.
In doing my research for The Story of Cap & Trade, I heard many longtime trusted friends tell me “I know cap and trade isn’t enough, but it is the best we can get in this political climate” or “we can’t get something stronger past business.”
Excuse me, but who is running this country? The people or the coal companies? You and me or Goldman Sachs? Remember 1 person, 1 vote?
The entire planetary ecosystem and the lives of billions of people are at stake, and we’re accepting the conventional wisdom that we can’t get a real solution past big business? That it’s too late? That the train has left the station?
Interestingly, the U.S. Climate Task Force and Future 500 just released the results of a new poll by Hart Research that found Americans favor a carbon tax over cap and trade by a margin of two to one. The poll found support for a tax over cap and trade in all age and income brackets. It also found support for cap and trade was lower among those who paid the most attention to climate issues.
Dr. Elaine Kamarck, a former senior policy advisor to Al Gore and current Co-chair of the Climate Task Force explained that:
“This poll reveals that only two percent of voters hold very positive view of cap and trade – the system at the core of the current Senate bill. But it’s not too late to salvage the situation. With both the U.N. and the Senate delaying major climate debates until next year, policymakers now have time to make a serious course correction in the emissions debate.”
If there is public support for a strong law to cap and tax carbon pollution, why are our leaders advancing weaker and riskier schemes that rely on the market to solve the problem?
It’s business as usual.
Now, I’m not against business. In fact, I am thrilled by the environmental and social innovations of many businesses today and I am a firm believer that businesses have to be part of the solution as we transition to a sustainable and just economy.
But let’s admit it, some companies just aren’t hip to that program. Some are more about protecting the bottom line than then planet.
If there was ever a time to draw a line in the sand, to say we’re not compromising our future and the planet to protect business as usual, this is that moment.
Enough of accepting ‘better than terrible.’
The stronger the demands for real solutions – solutions that achieve ecological sustainability and do so fairly – the easier it will be for those in the political process to inch in that direction too. Let’s continue this discussion, welcome the voices of those most impacted by climate change, invite in businesses that are serious about sustainability and encourage our leaders to lead.
This is a defining moment.

SAÚDE PÚBLICA – MINISTRA FINLANDESA FALA SOBRE A GRIPE SUINA

O LIXO VISTO DOS CÉUS

(mais…)

URGENTE!

Ministério da Agricultura autoriza plantio de cana e usinas no Pantanal Matogrossense

A informação é que o Ministério da Agricultura divulgou na semana passada o zoneamento agrícola para plantio de cana-de-açúcar em cada Estado.

 No Mato Grosso do Sul, apesar da polêmica com o ministro do Meio Ambiente será permitido plantar cana-de-açúcar e  a implatação de usinas  em cidades localizadas na bacia Alto Paraguai.

As usinas de açúcar e álcool causam impacto negativo no meio ambiente e a permissão das plantações de cana em municipios como Aquidauana, Porto Murtinho e Coxim, além de Bonito, Bodoquena e Jardim, cidades que vivem do ecoturismo, teriam sido vedadas no zoneamento anunciado pelo presidente Lula, recentemente.

 Os links seguem abaixo:

 http://extranet.agricultura.gov.br/sislegis-consulta/servlet/VisualizarAnexo?id=15910

 http://extranet.agricultura.gov.br/sislegis-consulta/consultarLegislacao.do?operacao=visualizar&id=21075