SITE INTERNACIONAL DE NOTÍCIAS, INFORMAÇÕES, OPINIÃO SOBRE ECOLOGIA, MEIO AMBIENTE E CULTURA

TRAGÉDIA NO RIO

Enchente no Rio já é a 4ª mais fatal dos últimos 12

meses no mundo

 

Da BBC Brasil

Corpos de vítimas de deslizamento de terra em TeresópolisDesastre na região serrana já é o maior no paísl em pelo menos 10 anos

As enchentes na região serrana do Rio de Janeiro já são o 4º maior desastre relacionados a chuvas nos últimos 12 meses, segundo um levantamento feito pelo Centro de Pesquisas de Epidemiologia dos Desastres (Cred) a pedido da BBC Brasil.

Segundo dados das prefeituras das cidades afetadas e da Agência Brasil, mais de 400 pessoas já morreram em consequência das enchentes e dos deslizamentos provocados pelas chuvas.

O Cred, localizado em Bruxelas, na Bélgica, vem compilando dados sobre desastres em todo o mundo há mais de 30 anos.

De acordo com os dados da organização, as enchentes no Paquistão entre julho e agosto do ano passado, que deixaram 1.985 mortos, foram o desastre provocado por chuvas que provocou o maior número de vítimas fatais nos últimos 12 meses no mundo.

ENCHENTES MAIS FATAIS DOS ÚLTIMOS 12 MESES

  1. Paquistão – julho – 1985 mortes
  2. China (Gansu) – agosto – 1765 mortes
  3. China (Sichuan) – maio – 1691 mortes
  4. Serra fluminense – janeiro de 2011 – mais de 400 mortes
  5. Uganda – fevereiro – 399 mortes
  6. Colômbia – segundo semestre de 2010 – 363 mortes

Fonte: Centro de Pesquisas de Epidemiologia dos Desastres

O segundo maior número de mortes em desastres do tipo no último ano foi registrado em Zhouqu, na província chinesa de Gansu, com um deslizamento de terra provocado pelas chuvas que deixou 1.765 pessoas mortas em agosto.

Também na China, em Fujian, na província de Sichuan, chuvas torrenciais entre maio e agosto deixaram 1.691 pessoas mortas em consequência das cheias e dos deslizamentos de terra.

Nesta quinta-feira, o número de mortos na tragédia fluminense ultrapassou o saldo de vítimas das enchentes e dos deslizamentos em Nametsi, Uganda, onde 399 pessoas morreram entre fevereiro e março.

Inundações na região de Guaranda, na Colômbia, na maior parte do segundo semestre de 2010, também provocaram uma tragédia: estimadas 363 mortes.

Os deslizamentos na serra fluminense são, ainda, os mais fatais no Brasil desde 2000 – as enchentes de abril do ano passado no Rio deixaram 256 mortos, as inundações de 2003 no Nordeste e no Sudeste mataram 161, e as enchentes de 2008 em Santa Catarina deixaram 151 mortos.

A cheia mais mortífera de que se tem notícia, segundo os registros do Cred, ocorreu na região central da China, em 1931, quando 3,7 milhões de pessoas teriam morrido, segundo as estimativas.

Na última década, as enchentes de maio de 2004 no Haiti, com 2.600 mortos, foram as que deixaram o maior número de vítimas fatais.

 

Anúncios