SITE INTERNACIONAL DE NOTÍCIAS, INFORMAÇÕES, OPINIÃO SOBRE ECOLOGIA, MEIO AMBIENTE E CULTURA

Como funcionam os golfinhos

por Editores do HowStuffWorks – traduzido por HowStuffWorks Brasil

 

Os golfinhos são popularmente designados como pequenas baleias com dentes. Eles têm um corpo alongado e que praticamente não oferece resistência à água. Algumas espécies têm o focinho semelhante a um bico de ave. Os golfinhos viajam muito e podem nadar a uma velocidade de até 40 km/h. Após a gestação – que dura aproximadamente um ano, a fêmea dá à luz a um único filhote e o bebê é amamentado por dois anos.

Os golfinhos são animais inteligentes e brincalhões. Eles emitem uma variedade enorme de sons para se comunicarem uns com os outros. Assim como outras baleias dentadas, eles usam a ecolocalização (similar em princípio ao sonar) para evitar obstáculos e localizar presas.

 

Os golfinhos são animais inteligentes e brincalhões
© iStockphoto.com /Rohojamagic
Os golfinhos são animais inteligentes e brincalhões


Existem 37 espécies de golfinhos. O gofinho-comum é encontrado principalmente no Mediterrâneo e Atlântico Norte. Ele tem cerca de 2,4 m de comprimento, incluindo um focinho de 15 cm. O golfinho-comum é marrom e preto na parte superior com nadadeiras e focinho escuros também – já a sua barriga é branca com faixas amarelas nas laterais. O golfinho-comum viaja em grupos de nada menos do que mil indivíduos ou mais. Ele se alimenta principalmente de peixes.

O golfinho geralmente descansa próximo à superfície da água. Desta maneira, ele não fica muito longe do ar que precisa para respirar.
Ao descansar, normalmente o golfinho só fecha um olho. Sua respiração fica bem mais lenta. Ainda assim, ele parece estar ciente de que está respirando, ao contrário de nós, seres humanos. Nós não precisamos estar conscientes para respirar ao dormir.

Os cientistas também acreditam que os golfinhos (e outros tipos de baleias)dormem com apenas um lado do cérebro descansando por vez. O lado do cérebro que fica acordado é o que controla a sua respiração. Ele também controla os movimentos do animal. E descansar um lado do cérebro de cada vez também permite que o animal consiga dormir debaixo da água.

O golfinho-nariz-de-garrafa é encontrado nas águas mornas e temperadas da costa da América do Norte. Ele é cinza escuro na parte de cima com um cinza mais claro abaixo. Tem cerca de 3,7 m de comprimento e um focinho de 8 cm. O golfinho-nariz-de-garrafa se alimenta de peixe, lulas e caranguejos. Ele pode ser treinado para atuar em zoológicos e aquários e é também usado em pesquisas sobre aprendizagem e comunicação animal.

Os golfinhos-nariz-de-garrafa pertencem à mesma família das baleias assassinas e baleias-piloto. Eles também vivem e viajam em grupos – que podem ter de 12 a 1.000 animais. É neste grupo que os golfinhos também aprendem. Os filhotes aprendem imitando suas mães e outros golfinhos adultos – eles mergulham e sobem à superfície sempre na companhia de um adulto.

 

 

Golfinho-nariz-de-garrafa
© iStockphoto.com /Freder
Golfinho-nariz-de-garrafa

Brincar também é algo importante para o golfinho-nariz-de-garrafa. Eles gostam de pular e bater a cauda na água. Algumas vezes eles conseguem até mesmo andar para trás sobre a cauda! Os golfinhos mais novos gostam de brincar de perseguir uns aos outros. Mas se a brincadeira sair do controle, a mãe pode se intrometer e acabar com a brincadeira.

Os golfinhos-nariz-de-garrafa caçam de várias maneiras. Como eles caçam depende de onde estão no exato momento. Em mar aberto, esses golfinhos normalmente caçam em grupos, formando uma espécie de círculo em torno do cardume. Então eles se mexem freneticamente de modo que os peixes fiquem cada vez mais próximos. Uma vez que o cardume esteja completamente preso no meio deles, os golfinhos se revezam para comê-lo. Quando estão perto da costa, os golfinhos tendem a conduzir o cardume em direção a um recife rochoso.

Por fim, um golfinho-nariz-de-garrafa também caça sozinho. Um caçador solitário pode bater no peixe com sua barbatana caudal e depois devorá-lo rapidamente.

Os golfinhos-rotadores têm esse nome em função do giro que dão no ar – eles rodopiam no ar como se fossem acrobatas. Como eles conseguem fazer isso? Em primeiro lugar, os golfinhos mergulham. Em seguida eles saltam reto no ar (a cerca de 3 m de altura). E por fim eles giram, às vezes dão até sete giros no mesmo salto.

A maioria dos outros golfinhos pode dar cambalhotas, ou virar a cabeça até a cauda. Mas o golfinho-rotador é o único que consegue girar com o nariz apontando para o céu e com a cauda em direção à água.

Os golfinhos-rotadores também podem fazer acrobacias apenas para se comunicar com seus colegas. Desta forma, podem avisar onde estão os peixes, ou apenas saltar por pura diversão.

Eles também são incomuns de outra forma. Os golfinhos-rotadores têm mais dentes do que qualquer outra baleia – um golfinho-rotador pode ter até 252 dentes.

Os golfinhos da Amazônia, ou botos cor-de-rosa, costumam nadar de cabeça para baixo. Os cientistas ainda não entendem muito bem qual é o motivo pelo qual fazem isso. No entanto, as corcóvas encontradas em suas costas podem ajudá-los a sentir o fundo do rio para buscar comida.

Nadar invertido – de cabeça para baixo – pode ajudá-los a enxergar melhor. Apesar de terem olhos pequenos, esses golfinhos têm uma excelente visão. E em função de terem bochechas muito grandes, esses golfinhos enxergam melhor quando estão de cabeça para baixo.

Os golfinhos de rio normalmente vivem em água doce ou em uma água que é muito pouco salgada. Os golfinhos da Amazônia pode ser rosas ou cinza-azulados. Eles têm corcóvas no lugar de barbatanas dorsais. E eles têm bicos longos e estreitos que os ajudam na hora de se alimentar.

 

Anúncios