SITE INTERNACIONAL DE NOTÍCIAS, INFORMAÇÕES, OPINIÃO SOBRE ECOLOGIA, MEIO AMBIENTE E CULTURA

Rompimento de óleoduto ameaça o Parque

Yellowstone, EUA

Do Correio do Brasil

Por Redação, com agências internacionais – de Laurel, EUA

óleoO rompimento de um oleoduto sob o rio Yellowstone causa devastação ao meio ambiente

O rompimento de um duto subterrâneo da empresa Exxon Mobil, na última sexta-feira, provocou a contaminação com óleo no rio Yellowstone, um dos mais piscosos do Estado de Montana, na cidade de Laurel. As autoridades investigam as causas do vazamento e a quantidade de óleo vazado nas águas do rio, que é um destino turístico no país.

No ano passado, os EUA enfrentaram um outro problema ambiental, com o vazamento de um poço de petróleo administrado pela companhia BP no golfo do México.

Temendo uma possível explosão, a Defesa Civil de Laurel evacuou cerca de 140 pessoas no sábado, logo depois da meia-noite, então lhes permitiu retornar às casas às 4 da manhã, após os testes mostrarem que a fumaça do óleo vazado dissipara-se, segundo informou a agência norte-americana de notícias Associated Press (AP). Embora a causa da ruptura não foi imediatamente revelada, Brent Peters, o chefe dos bombeiros de Laurel, disse à AP que ela pode ter sido causada pelas velocidade das águas, que é muito alte, e vem corroendo o leito do rio e expondo o óleoduto ao impacto de detritos. O gasoduto é de 12 centímetros de largura e se divide em três ramais para abastecer uma área com três refinarias, informou a ExxonMobil.

Todos os três ramais foram fechados após o vazamento, garante a ExxonMobil. A empresa disse ter convocado seus gerentes regionais para ajudar na limpeza do vazamento. Segundo o porta-voz dos bombeiros locais, mais de 100 pessoas, incluindo funcionários com a Agência de Proteção Ambiental, chegaram ao local na manhã deste domingo. Em um comunicado, a companhia disse que “lamenta profundamente este episódio e está trabalhando duro com as autoridades locais de emergência para mitigar os impactos deste incidente sobre as comunidades do entorno e ao meio ambiente”.

“O óleoduto foi fechado e o segmento onde a liberação ocorreu foi isolado. Todas as autoridades estaduais e federais foram alertadas”, acrescenta o comunicado.

A ruptura ocorreu por volta de 23h de sexta-feira. Duane Winslow, coordenador dos serviços de emergência do condado de Yellowstone, disse a uma emissora de televisão local, a KTVQ, que todas as empresas de petróleo com oleodutos próximos ao rio foram orientadas a imediatamente fechá-los, e que a tubulação danificada estava desligada. Ele acrescentou que a água potável na área envolvida estava monitorada e, até aquele momento, não fora contaminada pelo vazamento do óleo.